Erva-dos-gatos

Nepeta cataria

1.50

0 out of 5

Nome vulgar: Nêveda-dos-gatos, catária, erva-dos-gatos, erva-gateira, gataria, nêveda maior, nêvada e urtiga-morta (ENG: Catmint, catnip e catswort)

Família: Lamiaceae

Nome científico: Nepeta cataria

Origem: Europa, Oeste e Centro de África até aos Himalaias

Habitat: próxima de estradas e riachos, prados e especialmente solos calcários


Envio de plantas através da loja-online apenas disponível para Portugal continental. Para Açores e Madeira, por favor contacte-nos.

Descrição

Ciclo de Vida:

A Erva-dos-gatos é vivaz

Preferências de cultivo:

Solos arenosos ou pesados, bem-drenado, exposição solar, resistentes a temperaturas até aproximadamente -25ºC. A espécie emite um aroma idêntico às hormonas dos gatos, contribuindo para que a ataquem. Se as plantas forem cortadas durante a floração, formar-se-ão uma segunda produção de folhas.

Forma de propagação:

Sementeira – as sementes da Erva-dos-gatos amadurecem entre setembro e outubro, devendo ser semeadas no outono, a plantação nos locais permanentes devem ser feitas no verão. A semente perdura até 5 anos. A planta é de rápido crescimento e dentro do primeiro ano podem conseguir atingir a altura ideal para floração. Aconselha-se a dividir a planta entre a primavera e o outono.

Características ornamentais:

Floração de julho a novembro. H: 0,5 m, ᴓ 0,3m

Descrição dos cheiros e sabores:

Aroma cítrico suave

 

Propriedades da Erva-dos-gatos

Medicinais:

As flores da Erva-dos-gatos combatem a ansiedade, são antiespasmódico, antitússico, adstringente, carminativo, diaforético, emenagogo, sedativo, estimulante e tónico. A espécie é utilizada no tratamento de transtornos do sistema digestivo, é diaforética e antipirética, quando conjugada com o a flor do Sambucus nigra revela-se mais eficaz. A infusão é recomendada para tratar as gripes, os resfriados, inquietação e nervosismo, é aplicada externamente em contusões.

Outros:

As folhas secas conservam o aroma e, como tal, podem ser utilizadas em pot-pourri.

Contra-indicações:

A mulheres com transtornos na pelvis ou que estejam grávidas devem evitar o uso desta planta

Efeitos secundários:

Fumar a espécie pode causar euforia e alucinações

Como e quando se faz a colheita e/ou poda e quais as partes utilizadas. Quantos cortes por ano?

Partes utilizadas: Folhas;

Colheita: Colher os rebentos de 8 a 10 cm de altura acima do solo

Poda: cortes basais no final da primavera ou no início do verão.

Se pode ser usada em consociação (repelente/atraente) ou se é biopesticida.

Repelente de pragas (insectos, formigas, besouros, pulgas, ratos e ratazanas), atraente de polinizadores.

Curiosidades/Experiências pessoais.

Os gatos, especialmente os domésticos, são muito atraídos pelo odor desta planta. O componente ativo Neptalactone afecta quase todos os felinos, incluindo jaguares, leões e pumas.


Fontes:

Bown, D. (1995) The Royal Horticultural Society – Encyclopedia of Herbs & Their Uses, London, Dorling Kindersley
Cunha, P., Silva, A., Roque, O. (2012) Plantas e produtos vegetais em Fitoterapia, 4ª ed, Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
Cunha, P., Ribeiro, J., Roque, O. (2009) Plantas Aromáticas em Portugal Caracterização e Utilizações, 2ªed., Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
Plants for a future, 1996-2013, Plants for a Future, www.pfaf.org, agosto 2013

Notas:

O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso do uso da planta. Deve sempre consultar um profissional antes de utilizar a planta para fins medicinais!

Imagem meramente ilustrativa. O estado de desenvolvimento da planta encomendada poderá não corresponder à imagem, sendo que o porte da mesma poderá variar com a espécie e com época do ano. Vaso 9, 10, 12 ou 14

Informação adicional

Peso 800 g

Reviews

There are no reviews yet!

Be the first to write a review

Delivery and Returns Content description.