• Aneto

Aneto

Anethum graveolens

3.00

0 out of 5

Nome vulgar: Aneto, endro, funcho-bastardo (ENG: Dill)

Família: Apiaceae

Nome científico: Anethum graveolens

Origem: Região Mediterrânica

Habitat: Espontâneo em terrenos incultos e também como infestante de searas, vinhas e terras cultivadas, mais frequente no Sul do nosso País e na Madeira.


Envio de plantas através da loja-online apenas disponível para Portugal continental. Para Açores e Madeira, por favor contacte-nos.

Esgotado

Descrição

Ciclo de Vida:

O Aneto é uma planta de ciclo anual.

Preferências de cultivo:

Terrenos incultos

Forma de propagação:

Sementeira – As sementes amadurecem entre julho e agosto.

Características ornamentais:

Floração de Abril a Julho. H: 1 m, ᴓ 0,4 m

Descrição dos cheiros e sabores:

As folhas têm um sabor picante e forte que lembra os cominhos e o funcho.

 

Propriedades do Aneto

Medicinais:

A elevada percentagem de sais, particularmente os de sílicio, explicam a ação mineralizante e reepitelizante sobre o tecido cutâneo. O óleo essencial e os frutos são utilizados para acalmar cólicas intestinais, flatulências e outras perturbações gastro-intestinais. Mascar as sementes combate o mau hálito. Cremes e loções com extractos combatem a celulite, as rugas e as estrias.

Condimentar:

As folhas são utilizadas em sopas, pratos de peixe e queijo-creme. As suas folhas possuem um aroma discreto, mas intenso a anis e limão. Ideal para marinadas de salmão ou marisco, o Aneto resulta também como tempero em saladas frescas ou de batata. Combine com manjericão ou salsa.

Outras:

O óleo essencial é utilizado na indústria alimentar para aromatizar refeições.

Partes utilizadas:

Frutos, Folhas e Óleo essencial.

Colheita:

As folhas são colhidas a qualquer altura do ano, porém é preferível antes da planta florir

Benefícios do uso em agricultura:

Atrai polinizadores.

Curiosidades:

O termo “dill” surgiu da palavra “dilla”, que significa acalmar. Os romanos associam esta planta a sorte e os gregos a riqueza, utilizando-a para se protegerem de feitiçarias e como ingrediente para poções de amor.


Fontes:
Bown, D. (1995) The Royal Horticultural Society – Encyclopedia of Herbs & Their Uses, London, Dorling Kindersley
Cunha, P., Ribeiro, J., Roque, O. (2009) Plantas Aromáticas em Portugal Caracterização e Utilizações, 2ªed., Lisboa, Fundação Calouste Gulbenkian
Plants for a future, 1996-2013, Plants for a Future, www.pfaf.org, agosto 2013

Notas:
O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso do uso da planta. Deve sempre consultar um profissional antes de utilizar a planta para fins medicinais!
Imagem meramente ilustrativa. O estado de desenvolvimento da planta encomendada poderá não corresponder à imagem, sendo que o porte da mesma poderá variar com a espécie e com época do ano. Vaso 9, 10, 12 ou 14

Informação adicional

Peso 600 g

Reviews

There are no reviews yet!

Be the first to write a review

Delivery and Returns Content description.