granel

granel

A mostrar 1–16 de 56 resultados

A mostrar 1–16 de 56 resultados

  • Absinto (Artemisia absinthium).

    Possui um aroma intenso, quente e apimentado.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, é usada como aperitivo, digestivo, nas dispepsias hipossecretoras, flatulência, disquinésias hepatobiliares. Como estimulante, nas astenias e psiconeuroses. Nas perturbações do ciclo menstrual caso da amenorreia e da dismenorreia. Utilizado na anorexia.

    Cosmética: utilizado em perfumaria, sabonetes e principalmente na preparação de perfumes.

    Condimentares: utilizadas na aromatização de sopas, peixes e carnes de aves. É um ingrediente fundamental na preparação de várias bebidas alcoólicas, sobretudo em vermutes, onde se revela um ingrediente fundamental.

    Outros: insecticida natural.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Alfazema (Lavandula angustifolia)

    De cor lilás-suave, delicia com o aroma fortemente perfumado. Com notas florais que se acentuam na boca, confere uma estrutura forte, ácida e persistente.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, a flor e a parte aérea florida são usadas em estados de intranquilidade, ansiedade, agitação e insónia. Promovem o apetite e são usadas em perturbações digestivas como flatulência que se acompanhem de espasmos de natureza nervosa. É empregue em balneoterapia, como tonificante cutâneo e como calmante em peles inflamadas.

    Cosmética: Tem numerosas aplicações cosméticas e dermatológicas, em particular o hidrolato obtido a partir das flores, como um tónico para peles delicadas devido ao aumento da regeneração celular.

    Condimentares: usada como aromatizante na culinária (geleias, doces, gelados), entrando mesmo na preparação de certos tipos de queijos, caso do roquefort francês e do gorgonzola italiano.

    Outros: De uso popular é o emprego de sacos cheios com a flor para perfumar a roupa e como repelente para evitar o ataque de traças. Usada em infusões devido ao seu gosto agradável.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Aneto, endro (Anethum graveolens)

    O aneto, também conhecido como endro, possui um aroma discreto mas intenso, a anis e limão, é frequentemente utilizado na confecção de sopas, salmão, marisco, saladas, marinadas, pratos de peixe e queijo-creme.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, é utilizada para acalmar as cólicas intestinais, estados de flatulência, e outras perturbações dispépticas. Também como anticatarral e mucolítico.

    Cosmética: cremes e loções com extractos glicólicos são úteis na celulite e no combate às rugas e estrias.

    Condimentares: excelente condimento, devido ao seu sabor picante, muito utilizado em sopas, pratos de peixe queijo-creme e milho de iogurte.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Produzido a partir das tenras folhas da Camellia sinensis, é forte e encorpado, com um aroma licoroso que contrasta com um sabor ligeiramente amargo e picante, e com a cor vermelho-escura da bebida.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Também conhecido como chá de três anos, porque as suas folhas permanecem durante esse tempo na planta antes de serem colhidas. Estimula a secreção de bílis e o funcionamento geral do aparelho digestivo, permitindo uma óptima assimilação das gorduras, sendo utilizado para emagrecer.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Camomila (Matricaria recutita)

    Infusão de amarelo-brilhante, exala um doce aroma que lembra néctar e mel. Possui uma estrutura delicada e agradável com um sabor suave, ligeiramente doce e com notas a pimenta branca.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, as flores são usadas internamente como tónico amargo, em espasmos gastrointestinais, doenças inflamatórias intestinais e como sedativo.

    Cosmética: Utilizada em inflamações da pele, irritação das membranas das mucosas buco-faríngeas, em estomatites (aftas) e do aparelho respiratório (em inalações). Em inflamações anogenitais (usar banhos e irrigações). O óleo com 2% de extracto glicólico das flores é utilizado como protector solar. Compressas com infusão a 15% suavizam olheiras e inchaço das pálpebras. O cozimento a 20% é útil para aloirar o cabelo. Torna o cabelo mais brilhante e macio.

    Outros: Usada em infusões devido ao seu gosto agradável.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Canela (Cinnamomum zeylanicum) BIO a granel.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Cavalinha (Equisetum sp.)

    Infusão de tom claro, dos aromas suaves que a compõem realçam-se notas vegetais a palha. Na boca apresenta uma agradável suavidade revelando um interessante travo vegetal no final.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia é usada em convalescença, como antiaterogénico, reconstituinte e remineralizante. Na consolidação de fraturas, na osteoporose, nas doenças reumáticas. Infecções geniturinárias e prevenção de litíase urinária devido à acção diurética. Obesidade acompanhada de retenção de líquidos. Menorragias, anemias.

    Cosmética: externamente em ulcerações dérmicas, da córnea, inflamações orofaríngeas e dermatites. Em feridas e queimaduras.

    Fontes: Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2012.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Cebolinho (Allium schoenoprasum)

    O cebolinho possui um aroma delicadamente picante denotando-se notas a cebola.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, é usado para inibir a aterosclerose, baixar a hipertensão, os níveis de colesterol e a concentração do LDL.

    Condimentares: rico em vitamina C, enxofre e selénio, é um excelente condimento de gosto mais suave que o da cebola, sendo usado finamente cortado em saladas, molhos e omeletas.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Blend de chá preto, cassia, gengibre, cravinho, pimenta preta e cardomomo. De dourado escuro, muito aromático e intenso, apresenta um sabor suave, levemente picante, com toque exótico e um final de boca a especiarias.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Coentros (Coriandrum sativum)

    Os coentros possuem um aroma refrescante e complexo, estando repletos de notas a gengibre e a limão.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, é utilizada como aperitivo e estimulante de secreções digestivas, em situação de flatulência e espasmos intestinais. Igualmente útil nas inflamações urinárias.

    Cosmética: utilizado no fabrico de perfumes.

    Condimentares: Um dos mais populares condimentos nacionais, utilizado em guisados, saladas, molhos, sopas, açordas.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Cravinho (flor)

    Syzygium aromaticum

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Chá Preto BIO de dourado subtil, o aroma e floral de bergamota revela-se num sabor cítrico frutado e perfumado.

    Contém cafeína.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Equinácea (Echinacea purpurea)

    Infusão de amarelo-escuro, o aroma vegetal seco é apimentado pelas notas de especiarias. De intensidade suave, o corpo redondo revela na boca traços a pimenta branca que em conjunto com o sabor vegetal, lhe conferem um agradável e leve paladar.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia é usada como imunoestimulante, activando o sistema imunológico celular não específico, impedindo as infecções. Activa a formação de leucócitos. Anti-inflamatória, antiviral. Protege o colagénio. Na profilaxia e tratamento de gripe, inflamações orofaríngeas, rino-sinusites e bronquites, principalmente em doentes com imunidade diminuída ou fazendo quimioterapia.

    Cosmética: externamente, sob a forma de pomadas ou em compressas nas queimaduras, feridas purulentas, acne e outras inflamações cutâneas.

    Fontes: Plantas e Produtos Vegetais em Fitoterapia – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2012.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Erva-cidreira (Melissa officinalis)

    De amarelo-intenso invade os sentidos com deliciosas notas cítricas, ligeiramente anisadas. Na boca revela um sabor redondo e suave, composto por notas de erva-doce e limão.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, as folhas são usadas na falta de apetite, gastrites, espasmos gastrointestinais, meteorismo, vómitos e diarreias. Também nas distonias neurovegetativas, ansiedade, melancolia e insónia.

    Cosmética: Externamente, em afecções cutâneas, equimoses e para diminuir o efeito das picadas dos insectos. O extracto glicólico de folhas é empregue em cremes e loções para rejuvenescer a pele e diminuir rugas.  Usada no fabrico de perfumes e cosméticos diversos.

    Condimentares: As folhas, por terem um sabor semelhante ao limão, utilizam-se em ponches, bebidas de frutas, sopas e saladas. O vinho branco de cidreira é um aperitivo muito apreciado (deixar em contacto por alguns dias 60 g de folhas num litro de vinho).

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

  • Erva-príncipe (Cymbopogon citratus)

    De verde-claro brilhante, liberta um intenso aroma cítrico que lembra rebuçados de limão. Na boca as acentuadas notas cítricas possuem um sabor doce, deixando uma sensação de frescura e vivacidade que perdura.

    Principais utilizações:

    Medicinais: Em fitoterapia, as folhas são usadas em infusões como calmante e em problemas digestivos, especialmente na flatulência.

    Cosmética: Ingrediente de loções destinadas à limpeza das glândulas sebáceas no caso de acne de grau 1. Usada como aromatizante em perfumaria.

    Condimentares: muito utilizado na cozinha asiática, também conhecida como lemongrass.

    Outros: Repelente de insectos. Usada em infusões devido ao seu gosto agradável.

    Fontes: Plantas Aromáticas em Portugal – Caracterização e utilizações – FUNDAÇÃO CALOUSTE GULBENKIAN – 4ª Edição – 2017.

    AVISO: O Cantinho das Aromáticas não se responsabiliza por nenhum efeito adverso resultante do uso indevido da planta. Deve sempre consultar um profissional de saúde antes de utilizar a planta para fins medicinais.

    Produto de agricultura biológica.

    Mínimo 500g

    Máximo 3000g

A mostrar 1–16 de 56 resultados

Entregas em 24 a 48 horas.
Receba a sua encomenda em menos de 2 dias

Portes grátis > 40,00 €.
Em encomendas com valor superior a 40,00 € para Portugal Continental oferecemos o envio.

Compras seguras.
Todas as transações são encriptadas, para sua segurança

Apoio ao cliente.
Das 9h às 18h, pode contactar-nos através dos meios disponíveis.